Sexta-feira, 1 de Agosto de 2008

cassete

fordescort.jpg

Tive dois acidentes de automóvel na vida. Nenhum fez mal a ninguém. Mas o primeiro de todos foi especialmente difícil porque ia ao volante do meu primeiro carro – que comprara por 50 contos ao meu amigo Chico Vitorino – um Ford Escort branco que eu venerava e para o qual comprei inúmeras peças originais até ficar absolutamente anos setenta. Uma curva de noite, chuva de molha tolos, uma espessa neblina e um palerma que me apareceu “mandado” na minha faixa terminaram abruptamente o meu primeiro amor automóvel. Quando saí de um carro irrecuperável, parei apenas para me recompor mentalmente – sou muito sossegado nestas circunstâncias – e, ao perceber que nada se aproveitaria dali, lembrei-me que tinha de trazer comigo a cassete que vinha a ouvir. Era o ultimo álbum do Dave Weckl. De tudo o que ali ficara apenas a música do Dave Weckl mereceu a minha reflexão. Uma tolice, evidentemente, mas foi exactamente assim. (Ainda me ri muito a propósito disto com a Paula Carvalheira). Enfim. Nesse álbum que conheço até às minudências mais ínfimas tocava um tipo chamado Tom Kennedy. Se formos saber alguma coisa sobre ele rapidamente percebemos que andou por todo o lado (James Moody, Peter Erskine, David Sanborn, Eddie Harris, Nat Adderly, Freddie Hubbard, Stan Kenton, Bill Connors, Steps Ahead, Al DiMeola, Tania Maria, Michael Brecker, Don Grolnick, Steve Gadd, Dave Weckl Band, Lee Ritenour, o grande Steve Kahn, Dave Grusin, Joe Sample, Alan Pasqua, Ernie Watts, Jeff Beal, Vinnie Colaiuta, Clay Jenkins, Virgil Donati, Simon Phillips e muitos, muitos outros).



Revi-o hoje a tocar aqui com a Dave Weckl band e um som de baixo lindo de morrer. A qualidade do seu solo é tal que me lembrei do meu Ford Escort. Lindo de morrer, só com peças originais. De ouvir e chorar por mais. Assentos e jantes incluídos.

(Já agora, para quem gostar de "jazz progressivo" - uóréverdétmins - procure Planet X, "The sickest instrumental band in the world..." com quem o Tom Kennedy também já tocou. O seu último guitarrista é o maravilhoso Allan Holdsworth.)
publicado por Rui Correia às 15:51
link deste artigo | comentar | favorito
3 comentários:
De Rui a 17 de Agosto de 2008 às 12:08
Sim, pois... olha... ainda bem que me dizes isso que eu não fazia ideia que era o dexiquen... isso.. pois... fizesteS bem... lembrasteS bem... É... tu é que a sabes... isso... pois... brigados :)
De fj a 17 de Agosto de 2008 às 01:51
e tu sabes porque é que gostas tanto desta música, não sabes? por causa da precisão metronómica dos intervenientes e porque ela é do jaco pastorius ("the chicken").

pois... por isso é que já gostas, não é? se fosse eu havia de ser bonito!
De Co a 1 de Agosto de 2008 às 17:38
Coisa boa, também, eram os Brand X (com o Phil Collins só na bateria, felizmente).
E o Opel Manta, dum vizinho meu, também era aquela máquina.

Comentar post

pesquisa

 

arquivo

nós

Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
31

t&d
t&d