Quinta-feira, 30 de Outubro de 2008

seis

Há uns meses apareceram nas escolas os diplomas que definem o novo modelo de gestão a ser aplicado nas escolas. Estes textos prevêem coisas impossíveis de justificar que eu, como tantos outros, publicamente expusemos. As inconsistências não são apenas muitas. São inexplicadas. Não se fundamenta decisões que mexem com a vida de muita gente. Não me tenho referido a uma das que mais revela a inconsideração com que se escrevem estas peças legais. Faço-o agora, assim, avulsa e sumariamente.
Refiro-me à constituição daquilo a que chamaram “conselho geral”. Sou favorável à participação dos pais, autarquias e parceiros úteis da sociedade civil neste órgão. No caso das escolas secundárias sou muitíssimo favorável à participação dos alunos. O diploma determina que nas escolas secundárias haja dois alunos com assento no conselho geral. No caso das escolas básicas, os alunos não têm assento. Nem vou discutir se isto faz sentido ou não. Tenho a minha opinião. Mas está dito que aluno ali não entra e pronto: está dito. Mal, mas está. O disparate vem a seguir. Como os alunos do básico não entram no conselho geral, são substituídos por… mais dois pais, que passam a seis. Porquê? Ninguém sabe. Não há diferenças entre pais e alunos. É assim e pronto. Não se distinguem uns dos outros. Pais e alunos são “família” por isso é tudo o mesmo. De onde vem esta identidade? Ninguém sabe. O que pensam os alunos disto? Que interesse pode isso ter? Ninguém quer saber dos alunos para nada. Aluno do básico é menor. Os do secundário também, mas não interessa. É assim. Quem sabe o que os alunos querem são os seus pais. Acabou-se.

Com princípios destes, nem os fins justificam os meios.
publicado por Rui Correia às 15:01
link deste artigo | comentar | favorito
4 comentários:
De Jos Mota a 31 de Outubro de 2008 às 19:49
Grrr... fiz enter sem querer antes de verificar tudo. Redigo - Gosto muito do nome - Postal - um verbário - acho mesmo muito melhor do que o meu, a sério. E o endereço do Minimal tem uma vírgula a mais.

http://minimal.tumblr.com/

Sorry :-(
De Jos Mota a 31 de Outubro de 2008 às 19:44
E que blogs são esses? Deixaste-me curioso :-).

Fui ver o "tudo do rui" e fizeste-me logo rir com aquele penso rápido :-D. Mas gosto muito do título deste - Postal. Só os comentários é que me chateiam mesmo.

Já deste uma espreitada no meu microblog do Tumblr? Também tem um nome giro - Minimal - para um microblog :-D. http://minimal.tumblr.com, quando estiveres tão sem nada que fazer que estás por tudo :-).
De Rui a 30 de Outubro de 2008 às 16:42
Sabes que existe alguma alegria nisto de ser idoso. Em 2004 muito poucos dos meus amigos sequer sabiam o que era um blog. Tive de convencer e arrastar para isto alguns. Hoje são bloguistas ferrenhos e excelentes. Quem saiu a ganhar fui eu que os acompanho quase todos os dias.

Mudar de plataforma é coisa que ando a estudar desde há uns tempos. Em Agosto de 2007, criei um blog com um título provisório que me diverte, mas que ainda me não convenceu (tudorui.blogspot.com). O melhor título que conheço para um blog é um tal "e-vivências". Brilhante. Por enquanto aguardo umas coisas recentes que me deram a conhecer em matéria de blogs realmente interactivos. Soooon
De Jos Mota a 30 de Outubro de 2008 às 15:51
A democracia é uma coisa muito difícil, o respeito por aqueles com menos poder também. Essa dos pais substituirem os alunos não lembra ao Diabo. Bom, quer dizer, lembrou :-D.

Uma nota: mereces um blog muito melhor que este, digamos, idoso do sapo. É que se o interface de entrada até que funciona, esta parte dos comentários parece ter sido desenhada para evitar ao máximo os ditos :-).

Comentar post

pesquisa

 

arquivo

nós

Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
31

t&d
t&d