Sábado, 15 de Novembro de 2008

desfeita

Agora que o partido republicano enterrou dois dos seus melhores protagonistas, John McCain e Ron Paul (o meu favorito), e ficou amplamente demonstrado como o partido representa ainda um vivíssimo sector retrógrado e fundamentalista norte-americano que tem em Palin uma líder incontestada, pesa já sobre a administração Obama o ónus da superação de uma crise incomparável (sobretudo com a de 1929, como tantos fizeram e farão). Não começa bem o novo presidente, com uma munificente ajuda financeira a uma indústria automóvel que não soube perceber que o futuro rentável dos seus produtos passa por diminuir corajosamente o segmento petrolífero das suas opções tecnológicas. Como todos os outros (alemães, coreanos e japoneses) estão a fazer. Todos queremos carros mais eficientes, eléctricos e modernos. Por mais lindos que sejam os automóveis dos anos cinquenta (os mais maravilhosos de sempre) o mundo é outro. Para já, os administradores das big three - que poderão passar a big two - levam 25 biliões de dólares para suavizar decisões comerciais, industriais, laborais e estratégicas anacrónicas. As mesmas que conduziram a esta crise do sector, bem anterior à crise financeira. Fala-se em mais outro tanto para 2009.

Mas porque a dignidade é inestimável fica aqui o McCain que julgava conhecer:

Embedded video from CNN Video
publicado por Rui Correia às 19:41
link deste artigo | comentar | favorito

pesquisa

 

arquivo

nós

Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
31

t&d
t&d