Quarta-feira, 25 de Fevereiro de 2009

(con)fusão

stickmen.jpg

Vai-me acontecer outra vez. A primeira foi quando veio cá o Richard Bona. Eu estava de saída para um sítio qualquer e não o pude ir ver à improvável Tondela. Ainda hoje me dói isso. O meu amigo fj diz ter sido absolutamente perfeito. Como dizem os alemães "Schade" ou os franceses "Hélas". Mas agora parece que vem aí outra. E sublinho o "parece que". No dia 2 de Maio não vou poder ver os Stick Men, (gente que só toca esse espantoso instrumento chamado Chapman Stick) que vêm a uma improvável Gouveia, ao Gouveia Art Rock - Festival de Rock Progressivo. Quem são eles? Tony Levin, sim, o do Peter Gabriel, do John Lennon, dos Pink Floyd, do Paul Simon, do Bill Bruford, do Steve Howe, do Chuck Mangione, do Alice Cooper, do Lou Reed, do Rick Wakeman, da Laurie Anderson, dos Dire Straits e do David Bowie, do Steve Hackett, entre muitíssimos outros e vem acompanhado por Pat Mastelotto, baterista dos King Crimson e por Michael Bernier que acompanhou Sonny Rollins e Jack Dejohnette. Parece, também que Levin, Mastelotto e Terry Bozzio, o dos (Missing Persons, Duran Duran) e andam a tocar juntos com o grandinorme Alan Holdsworth. Não contente com isso, Levin anda a criar uma nova banda chamada L’Image que inclui estes cavalheiros: Mike Mainieri, Steve Gadd, Tony Levin, Warren Bernhardt e David Spinozza. Não são estes que vêm cá - algo que alienaria todos os adeptos da fusão, mesmo a tardia - mas ainda assim, prepara-se um espectáculo para músicos, impróprio para cardíacos (nunca percebi esta expressão), que queiram ouver algo insólito e fora do ordinário no próximo dia 2 de Maio. Em Gouveia. Bem sei que não dá para ir a todas, mas este era um cromo que me apetecia ter na minha caderneta. Enfim, se puderem, vão e depois digam-me que eu prometo ficar a roer-me de inveja. Aliás, só por essa razão aceito que não vão nesse dia à Fábrica do Braço de Prata.

(Agora resta saber se se confirma o que está publicado na página do Tony Levin. Na verdade, consultando programação do festival, conclui-se que, aparentemente, nem os de Gouveia sabem que os stick men lá vão. E não sou o único a estranhar). Portuguesices. O convento de São Francisco é lindíssimo.
publicado por Rui Correia às 17:13
link deste artigo | comentar | favorito
3 comentários:
De fj a 26 de Fevereiro de 2009 às 09:55
claro que, tirando uma coisa ou outra a que achava piada, são grupos que sempre estiveram longe dos meus favoritos. mas dada a sua história, é quase épico isto de eles agora estarem todos a ser ressuscitados (ou pior, nalguns casos, em que são mantidos vivos ligados à máquina).
De Rui a 25 de Fevereiro de 2009 às 23:40
Não frequento a padaria, por mais afamada que seja. Quanto aos focus, não me eriçam um cabelinho que seja, confesso envergonhado.
De fj a 25 de Fevereiro de 2009 às 22:29
pois é, estranho. mas vêm os 'premiata forneria marconi' (adoro este nome, a "premiada padaria marconi"!)!!! e os 'focus'!!! fabuloso.

Comentar post

pesquisa

 

arquivo

nós

Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
31

t&d
t&d