Sábado, 11 de Abril de 2009

tudo

Fui ver o Andy McKee a Cascais. Ver, sim, porque é preciso ver e não apenas ouvir. Que serão maravilhoso. Nem sei do que mais gostei, se da técnica híbrida, se das trinta afinações diferentes que ele utiliza, se de uma Joni Mitchell cujo espírito sempre por ali se invisibilizava, se do próprio Andy – uma simpatia simples e prodigiosa que conheci melhor no final do concerto – se da maravilhosa guitarra Greenfield com trastes concêntricos, se das composições. Talvez do restaurante anterior – 5 sentidos - e dos voluptuosos medalhões de cherne, ou se de toda a noite que, enfim, esteve pertíssimo de ser perfeita.



Deixo-vos também uma música linda que o Andy dedicou ao pai.

publicado por Rui Correia às 00:11
link deste artigo | comentar | favorito

pesquisa

 

arquivo

nós

Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
31

t&d
t&d