Terça-feira, 14 de Abril de 2009

bowling

É um cachopo. Mas um senhor cachopo. Guitarrista quase inexpressivo mas com uma compreensão do que é a música como uma amálgama indistinta de fruições plurais, cumulativas e arbitrárias. Chama-se Steffen Schackinger, é dinamarquês e toca guitarra desde os nove. O seu primeiro álbum a solo é uma excelente revelação. O que mais me interessou neste talento foi o de com ele se poder desvendar como serão os grandes guitarristas do futuro. Neles encontraremos, estou seguro, esta marca tão impressiva que é uma genuína ligação a muitíssimos legados musicais, geografica e culturalmente distantes e mesmo desavindos. É como redescobrir tudo de novo, com cores todas maravilhosamente misturadas. E isso confere uma grande dose de esperança. No mais, é esta a função de toda a arte, essa a serventia da beleza.

Aqui.
publicado por Rui Correia às 14:05
link deste artigo | comentar | favorito

pesquisa

 

arquivo

nós

Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
31

t&d
t&d