Sábado, 22 de Outubro de 2011

bolor

Maravilhoso documentário, aquele que acabo de ver na rtp2 sobre a Ana Vidigal. Não sou, longe disso, um admirador da artista. Mas o documentário “Menina limpa, menina suja” estabelece entre nós e a atmosfera criadora da pintora um relacionamento concreto que nos conduz para o interior das perícias interditas do seu ofício.

 

Idiossincrasias ("o que há no campo é para ficar no campo") e disposições sociais ("só gosto de pessoas de mau-feitio") são o que menos importa. É a presença de um universo dissidente o que me mais atrai neste espantoso documentário. O intervalo entre a vida lá dentro e a vida cá fora. A menção penetrante de um ciúme que arrasto comigo desde que me conheço: o desejo de uma ausência permanente em relação ao que me rodeia. A capacidade de imersão de um mundo calafetado onde as dores minhas e os júbilos meus não dependam de rigorosamente ninguém.

 

O Mário de Sá-Carneiro referia-se, com precisão, a esse sigilo pessoal no seu "caranguejola":

 

- Ah, que me metam entre cobertores,
E não me façam mais nada...
Que a porta do meu quarto fique para sempre fechada,
Que não se abra mesmo para ti se tu lá fores!

Lã vermelha, leito fofo. Tudo bem calafetado...
Nenhum livro, nenhum livro à cabeceira -
Façam apenas com que eu tenha sempre a meu lado
Bolos de ovos e uma garrafa de Madeira.

(...)

 

Noite sempre plo meu quarto. As cortinas corridas,
E eu aninhado a dormir, bem quentinho - que amor...
Sim: ficar sempre na cama, nunca mexer, criar bolor -
Plo menos era o sossego completo... História! Era a melhor das vidas...
...

 

Um estado final e decadente de liberdade. Evidentemente, a generosidade que impele a vida de cada um de nós impõe roturas desejadas e amadas nessa clausura. Ambição improcedente, pois. Mas eternamente cobiçável. O alento, enfim, de toda a solitária singularidade criativa.

 

 

 

 

 

A propósito: um tema dos Weather report que fala exactamente deste estado de confinamento solitário indispensável a toda a produção criadora e que tem andado no meu carro a semana toda.

 

publicado por Rui Correia às 22:12
link deste artigo | comentar | favorito

pesquisa

 

arquivo

nós

Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
31

t&d
t&d