Terça-feira, 16 de Novembro de 2010

Torga, a outra

Às vezes perguntam-me o que posso eu, enfim, ter contra o Zeca Afonso. Eu explico com a paciência indispensável, mas aqui, o Júlio Pereira explica melhor. Porque é assim que a música do Zeca Afonso deve soar. E quase nunca soa.

 

O tema que aqui deixo é um dos mais hipnóticos do Zeca. Pertence à minha vida como uma perna esquerda. Teresa Torga é do que de mais bonito alguma vez se fez em Portugal.

 

publicado por Rui Correia às 19:09
link deste artigo | comentar | favorito

pesquisa

 

arquivo

nós

Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
31

t&d
t&d