Sábado, 13 de Fevereiro de 2010

inspiração

 

Absolutamente deslumbrante o espectáculo de abertura dos jogos de Vancouver. Converter um estádio numa peça de arte em ininterrupta e inesperada transformação, devidamente acompanhada de belíssimos depoimentos literários sobre o país anfitrião constituiu um dos meus mais extraordinários momentos da história dos jogos olímpicos.

 

Por mais razão nenhuma, a não ser o meu amor pela Joni Mitchell, destaco um momento especial. Um conjunto de monumentais écrans vídeo transformou o seu both sides now num clímax absoluto de voo feérico através das paisagens do Canadá. Um delírio visual e uma produção portentosa e irrepreensível. A companhia constante da poesia e da sua permanente exclamação, da dança, da canção e da tradição, recorda a importância irrefutável que temos – e cada vez mais temos – da inspiração. Uma frase que me ficou da extraordinária proclamação final. Don’t let your luggage define your travel. Tanto que haveria a aprender com tão despretensiosa ilustração.

publicado por Rui Correia às 05:08
link deste artigo | comentar | favorito

pesquisa

 

arquivo

nós

Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
31

t&d
t&d