Terça-feira, 4 de Maio de 2004

cordas

As vozes portuguesas mais lindas que alguma vez ouvi, são quatro, dois pontos Carmen Dolores, João Perry, Manuel Alegre e Luís Filipe Costa, ponto final Tenho a memória toda atada com estas cordas vocais. Vozes distintas, distintamente distintas. São seda luzente e são ferro forjado, quando é para ser uma coisa ou a outra. Toda a tolice que estas vozes profiram, soar-me-á sempre a oráculo ou epifania, profecia ou revelação. Para quem pondere que uma voz é mais que um timbre, muito mais que uma dicção, insinuo, e atenção, dois pontos ouvir não é só escutar, ponto final

Ouvi, dois pontos
publicado por Rui Correia às 12:55
link deste artigo | comentar | favorito
2 comentários:
De rui a 5 de Maio de 2004 às 09:50
Tal como o Orson Wells, a Greta Garbo, o Clark Gable, John Wayne ou o Edward G. Robinson...

Entre os portugueses ficariam lá muito bem o Vitorino Nemésio e o Mário Viegas. Mas, ouvidas bem as coisas, pertencem a outra divisão que tem mais a ver com o que dizem do que com a sua voz. Destas, felizmente, seria um rol de nunca mais acabar.
De frangipani a 4 de Maio de 2004 às 23:25
Bonito, muito bonito mesmo. Acrescentava a do Armstrong :) sempre canta :)

Comentar post

pesquisa

 

arquivo

nós

Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
31

t&d
t&d