Segunda-feira, 28 de Junho de 2004

anti-choque

eurolider.jpg

Com esta coisa toda da candidatura do português Durão Barroso para presidente da Comissão Europeia fiquei a saber que, na Irlanda, o cargo de primeiro-ministro tem uma designação gaélica, Taoiseach. E contrariando a regra dos artigos que precedem consoantes, Taoiseach é precedido do artigo “An”. Nada a dizer, senão isto: foneticamente Taoiseach diz-se “Tichóque”. Tal significa portanto que, em bom português, este termo gaélico deve ler-se "An Tichóque".
Respeito integralmente as especificidades linguísticas de todas as nações. Gosto mesmo de referir-me ao primeiro-ministro alemão como "Kanzler". Mas como esperam que eu e muitos portugueses aprovemos um An Taoiseach que nos pôs a todos em estado de choque? Correndo a Europa a desdita de ter o português Durão Barroso como seu governante, acham mesmo possível que nos apeteça chamar ao mentor desta ideia um "An Tichóque"? É pedir demais a um português.
O resto da Europa nomeia Durão Barroso por ser um líder embaciado que não incomodará os interesses dos que se preparam para o governar. An Tichóque é que não pode ser.
publicado por Rui Correia às 12:59
link deste artigo | comentar | favorito

pesquisa

 

arquivo

nós

Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
31

t&d
t&d