Sexta-feira, 14 de Março de 2008

propósitos

a_ldisgust_0604.jpg

Chegara a casa num cansaço feliz, quando recebi, ontem, um email desconcertante que me deixou verdadeiramente entorpecido e cujo teor, afinal, me inquiria sobre se este ou aquele texto que aqui vou publicando desejaria comprometer uma qualquer pessoa que o texto não refere manifestamente. Aprenda-se uma coisa que quem me conhece sabe de cor e salteado, (não são muitos os que me conhecem, é certo, por isso isto serve para os outros todos): o que quer que eu tenha a dizer aqui já foi dito antes. É só isto. Já foi dito antes. Mesmo às pessoas que não conheço. Tenho por hábito, ao referir-me a pessoas públicas, de lhes fazer chegar o que aqui escrevo. Uns agradecem e outros não ligam nenhuma. E está tudo bem assim. Nada do que aqui ou noutra instância pública eu exprima sobre uma pessoa deixou já de ser prévia e abertamente exposto a essa pessoa. Não utilizo o blog como forma inclinada de lançar especulações e farpas pessoais. Não tenho qualquer vocação para a pusilanimidade. Um blog, este blog, serve-me para fazer duas coisas: escrever, que é algo que todos os dias anseio fazer e pensar, que é coisa que nem todos os dias consigo. Ontem foi um deles. Não é um problema só meu, percebi-o também ontem.
publicado por Rui Correia às 13:05
link deste artigo | comentar | favorito

pesquisa

 

arquivo

nós

Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
31

t&d
t&d