Sexta-feira, 21 de Março de 2008

aluna park

alunos.jpg

Pelas minhas contas já vi o vídeo, desde ontem à noite, sete vezes. As têvês trataram disso. A Patrícia, de 15 anos, (sabemos-lhe o nome e a idade) faltou ao respeito à professora (não lhe sabemos o nome nem a idade), descontrolada por imaginar que todos iriam saber o teor das mensagens que ela guardava naquele seu diário digital. E pronto. Aí vem o cortejo habitual de imbecilidades:

“Isto já não há respeito”
“Aquilo era umas galhetas bem mandadas”
“Fosse comigo e a tipa havia de ver”
“E os outros todos ali a ver e nada”
“Primeiro foi o Charrua, agora é isto. Aliás, já é a terceira vez no mesmo liceu. Aquele Carolina Michaelis deve ser cá uma coisa… eu é que não punha o meu filho ali, fónix”
“O PP quer a ministra no Parlamento para explicar isto”.
“É preciso revogar o novo estatuto do aluno”.
“A culpa é da ministra”.
“Não. O novo estatuto do aluno resolve estas coisas”.
“E a mãe foi lá no dia a seguir insultar a presidente do Conselho Executivo”.
“Não lhes dão educação em casa e depois querem que eles a tenham na rua. Ou na escola”.
“A aluna está arrependida”.
“Os telemóveis deviam ser todos proibidos”.
“Quem lhos deu foram os pais, e o albino da Confap que é quem os representa diz que eles não os deviam ter ligados na escola”.
“Como se fosse possível”.
“A professora já não dava aulas há anos. É o que dá os destacamentos. Julgam que dar aulas é o mesmo que estar num gabinete. Dá nisto”.
“Ai se isto acontecesse há uns anos atrás.”
“Ai se isto fosse comigo…”

E mais, e mais, e mais. Do mesmo.

A mim, de repente, a única coisa que me preocupa é o estatuto do aluno. E não me refiro ao documento legal. Refiro-me à dignificação do estatuto do aluno. Penso nos quase vinte anos de carreira que já levo e nos milhares de alunos excelentes, respeitadores, humorados, inteligentes que tive, tenho e terei e de como eles agora passam a ser vistos como uma horda de vândalos a abater. Há que endurecer as regras sobre os alunos, vai ser a tónica. Cair forte sobre os alunos. Isso é que vai ser. Que tentação. Os tais alunos que, numa forma bem mais temível de vandalismo, muitos arengam não terem sido sequer ouvidos, em todo o processo da avaliação de professores (!).
publicado por Rui Correia às 20:22
link deste artigo | comentar | favorito
2 comentários:
De Cristina a 1 de Abril de 2008 às 23:40
E tão santinhos que nós éramos!
De Canis a 24 de Março de 2008 às 09:29
aquilo era umas galhetas bem mandadas

Comentar post

pesquisa

 

arquivo

nós

Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
31

t&d
t&d